fbpx
21 de agosto de 2023

MOVIMENTO LIVRE – ABORDAGEM PIKLER

A abordagem Pikler foi pensada e desenvolvida pela pediatra húngara Emmi Pikler, logo após a segunda guerra mundial; ela observou e estudou o desenvolvimento de crianças do Instituto Lóczy, um instituto de acolhimento para crianças órfãs. Baseada nestas observações, Emmi Pikler estabeleceu os três princípios que são os pilares desta abordagem:

– O estabelecimento do vínculo afetivo entre o adulto referência e a criança e sua importância para constituição do sujeito;

– A construção da autonomia por meio do movimento livre e do brincar espontâneo;

– O respeito à individualidade de cada criança.  

É por meio do movimento livre que as crianças conhecem o mundo ao seu redor e com o passar do tempo, os movimentos ganham intencionalidade e passam a ser a principal forma de explorar tudo aquilo que as cerca. Os ambientes cuidadosamente planejados permitem às crianças brincar espontaneamente, sem a intervenção dos adultos, explorando de forma autônoma as capacidades e os limites de seus corpos, auxiliando a construção do senso de autoestima positiva e da prudência. Além disso, a brincadeira espontânea revela os interesses das crianças, já que elas exploram, por meio da manipulação de objetos, as diferentes materialidades que instigam e despertam a curiosidade conduzindo-as aos caminhos do conhecer. 

Respeitar as particularidades de cada criança também é prática fundamental na abordagem Pikler. É importante acolher as diferenças e observar os estágios de desenvolvimento, levando sempre em consideração as características e as necessidades individuais ao planejar o ambiente, as propostas e até mesmo a forma como são realizados os cuidados pessoais destas crianças.

Segundo Emmi Pikler, esta abordagem requer dos adultos referência uma postura observadora e mãos pacientes, cuidadosas e seguras, que têm o papel de criar oportunidades para o desenvolvimento pleno e promover o protagonismo das crianças. 

A abordagem Pikler possui características que inspiram e embasam a prática pedagógica e que consolidam os princípios da Tiny People, como a valorização do vínculo afetivo entre as crianças e toda a equipe escolar, o respeito à singularidade e a dedicação ao cuidado integral das crianças.


ÚLTIMOS POSTS

21 de março de 2024